Emídio Monteiro refuta acusações do PSD

Em comunicado, presidente do CETS esclarece declarações sobre as portagens 

Emídio Monteiro, presidente da AEF e do CETS reagiu ao comunicado do PSD sobre as afirmações deste responsável a propósito dos descontos nas auto-estradas.

O responsável esclareceu que proferiu as declarações “na qualidade de presidente do CETS e que, nesse âmbito, não pode discriminar as questões que se prendem com Felgueiras”, acrescentando que “não deve priorizar o concelho onde reside” dado que tem de falar enquanto presidente de um organismo que abrange vários concelhos da região.

Emídio Monteiro lamenta ainda que o PSD tenha pedido a demissão de um cargo de uma instituição privada sem fins lucrativos.

O PSD pediu na segunda-feira a demissão de Emídio Monteiro na sequência da tomada de posição sobre a decisão do governo relativamente aos descontos nas portagens em algumas auto-estradas. O presidente do CETS revelou "satisfação" com a medida do executivo de António Costa. O PSD considera que a afirmação não defendeu os interesses de Felgueiras que não viu nenhuma das auto-estradas que servem os felgueirenses ser contemplada com a medida governamental. 

 

Programação do dia